• KEA Clinic

Peitoral masculino definido

Atualizado: 25 de Jul de 2019

A gordura localizada no peitoral, o famoso “peitinho”, é uma das maiores queixas que os homens trazem para os consultórios de estética. Realmente, esse é um tipo de gordura difícil de eliminar apenas com a prática de exercícios e a manutenção de uma dieta balanceada. Mas temos uma boa notícia! Existem opções de tratamentos que ajudam a conquistar um peitoral mais definido. Quer saber mais? Então, continue lendo esse artigo que nós, da KEA Clinic, preparamos para você:


O aumento das mamas masculinas em decorrência de um acúmulo de gordura na região é conhecido como pseudoginecomastia. Essa é uma condição que pode afetar homens de todas as idades, inclusive na infância e na adolescência, e pode se desenvolver em decorrência de diversos fatores. É importante diferenciar a pseudoginecomastia de outras duas disfunções que podem ocasionar o aumento das mamas: a ginecomastia e a mastite.


A maioria das causas da ginecomastia é fisiológica, principalmente em adolescentes. Mas hoje se sabe que vários medicamentos podem causar ginecomastia, dentre eles as estatinas (medicamento para o colesterol alto), espironolactona, cetoconazol em altas doses, amlodipina, captopril, cimetidina, diazepam, finasterida e omeprazol. A ginecomastia também pode aparecer quando há alcoolemia, hipertireoidismo, câncer de testículo e obesidade.


O uso abusivo de esteroides anabolizantes androgênicos causa vários efeitos graves para a saúde e dentre eles a ginecomastia, acne e disfunção erétil em mais de 10% dos usuários e também o aumento em três vezes da mortalidade por trombose, doença hepática e cardíaca.


Quando se tem o aumento do peito no homem é necessário um exame médico para diferenciar lipomastia de ginecomastia e na dúvida de diagnóstico temos que abrir mão de uma ultrassonografia de mamas. Se o paciente tiver ginecomastia é importante investigar a causa através de exames hormonais. O tratamento da ginecomastia pode ser realizado através de medicamentos orais e até cirurgia plástica.


A pseudoginecomastia, caracterizada pelo depósito excessivo de gordura, refere-se ao aumento benigno da mama masculino, devido ao excesso de gordura subareolar. Pseudoginecomastia difere da ginecomastia em que o componente de gordura predomina sobre o componente fibroso e de hipertrofia.


A tendência de tratamento da pseudoginecomastia segue uma mudança em direção a técnicas menos invasivas e opções conservadoras. Isto é, em parte, devido à alta incidência de complicações cirúrgicas.


A Criolipólise é um tratamento não invasivo para seletiva destruição de gordura que surge como opção para o tratamento da pseudoginecomastia. Esta tecnologia utiliza exposição ao frio para reduzir a gordura subcutânea, sem danos aos tecidos. Por não ser invasivo, não necessita de repouso pós-tratamento, o paciente continua com sua vida normal. Os resultados começam a aparecer em um período de vinte a trinta dias, com o resultado final sendo observado em sessenta dias. A redução da gordura fica entre 25% a 30%. Vários estudos clínicos avaliaram a eficácia e segurança da Criolipólise nesses casos.


Algumas outras sugestões de técnicas de redução de gordura não invasivas incluem a Radiofrequência, que funciona bem em conjunto com a Criolipólise, pois atua também na flacidez, que surge em decorrência do emagrecimento ou que pode aparecer depois de um tratamento de gordura localizada, pela diminuição do volume do local; o Ultrassom Focalizado (HIFU) e a Terapia de Laser de Baixa Potência (Laser Lipólise). Estes procedimentos eliminam a necessidade de anestesia geral, tempo de recuperação prolongado e reduzem a incidência de complicações pós-cirúrgicas.


Além disso, uma alimentação equilibrada e personalizada para o momento de vida do homem é fundamental para melhorar o perfil físico e bem estar. Consumir quantidades de proteínas e carboidratos de boa qualidade, de forma adequada para a rotina de cada um traz resultados mais duradouros, além de regular os níveis plasmáticos de glicemia, colesterol e triglicérides.


A hidratação com ingestão de água, chás e água aromatizada com hortelã e gengibre por exemplos, é essencial para ajudar no período pós Criolipólise, melhorando o funcionamento do sistema circulatório e de drenagem linfática. Além disso, se alimentar com mais frutas, verduras, legumes, cereais integrais e quantidades adequadas de proteínas magras irá ajudar na recuperação do organismo, garantindo o desaparecimento rápido de algum hematoma, além do metabolismo correto das células de gordura rompidas.


Aqui, na KEA Clinic, contamos com uma equipe multidisciplinar qualificada, que avalia cada caso individualmente para garantir os melhores resultados.


Nossa esteticista, Juliana Ozaka, é formada em Estética e Cosmetologia e tem pós-graduação em Estética Corporal Avançada. Uma profissional séria e dedicada, com conhecimento avançado das mais novas técnicas e aparelhos, assim como a experiência para indicar o melhor tratamento para seu objetivo.


Entre em contato com a KEA Clinic pelo telefone (11) 4750-1854 (11) 93320-0808 (whatsapp).


1,103 visualizações

ENTRE EM CONTATO

  • White YouTube Icon
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon

ENDEREÇO

Rua Cristiano Viana, 401 - 5° andar

Jardins

São Paulo, SP

05411-000

TELEFONES

Entre em contato por aqui: